Principais avenidas passarão por revitalização


revitalizacao

Canteiros centrais da Campina Verde, Alexandrita e Ayrton Senna ganharão cerca de cem mudas cada um; meta é agregar os fatores estético e ecológico à viabilidade administrativa

 

 

A Prefeitura de Iturama, por meio da equipe de paisagismo, deu início ao projeto de revitalização das principais avenidas do município nesta segunda-feira. A meta é agregar os fatores estético e ecológico à viabilidade administrativa por meio do plantio de espécies que demandam de um número reduzidos de podas.

 

A primeira avenida que passará pela revitalização é a Campina Verde, trabalho que será estendido à Alexandrita e à avenida Ayrton Senna do Brasil. Em cada um dos canteiros centrais deverão ser plantadas cem árvores das espécies Shinnus Molle (Chorão), Cássia Imperial (Acássia) e Palmeiras Imperial.

A urbanização de forma planejada é o fator ressaltado pela paisagista da Prefeitura de Iturama, Edinéia Peaguda de Queiroz Pádua, responsável pela revitalização. Além das questões acima citadas, ela explica que parte das árvores antigas que terão de ser retiradas para dar espaço ao replantio está condenada e muitas das novas estão com fungos, o que reduz o tempo de vida delas.

“O replantio deverá ser feito de forma imediata. Como as mudas são resultados de enxertos, acreditamos que as primeiras floradas deverão ocorrer dentro de um ano e meio. O plantio da espécie Cássia Imperial também é uma forma de resgate, já que faz parte da história de Iturama. Na Avenida Rio Grande, por exemplo, várias tiveram de ser cortadas para dar espaço a construções. Agora, temos a oportunidade de devolvê-las ao município”, conta a paisagista.

Por não demandarem de podas constantes, como por exemplo a Oiti, Edinéia ressalta que as espécies escolhidas são mais viáveis administrativamente. “Temos de pensar nas questões ecológicas e estéticas, mas sem nos esquecermos da viabilidade administrativa. Menos serviço de poda representa mais economia para o nosso município.”

 

Execução

Segundo a paisagista, o trabalho deverá ser executado em 60 dias em duas das avenidas, de forma consecutiva. “Apenas na Ayrton Senna devemos demorar um pouco mais, cerca de 90 dias. Sabemos que nesta localidade além do replantio de árvores, deveremos recuperar o meio fio e replantar a grama, o que deverá ser realizado em menor proporção nos canteiros centrais das demais avenidas que vamos revitalizar.” De acordo com a paisagista, as chuvas, que muitas vezes são sinônimos de adiamento de várias obras, são vistas como aliadas neste processo de revitalização.

 

Colaboração

Para que o resultado buscado com o processo de revitalização possa ser obtido da forma mais rápida possível, Edinéia pede a colaboração de toda a comunidade. “Principalmente, as pessoas que moram nas proximidades destas avenidas devem atuar como parceiras da municipalidade, denunciando possíveis ações de vandalismo e, eventualmente, regando as mudas.”

 

Acompanhamento

Na manhã desta segunda-feira, o trabalho de revitalização foi acompanhado de perto pelo prefeito Cláudio Tomaz de Freitas (PSC), que ressaltou que a ação foi iniciada após um estudo minucioso para que o meio ambiente não fosse prejudicado. “Isso possibilitou que pudéssemos definir as espécies de árvores adequadas para o plantio no perímetro urbano.”

 

Ponte

Também nesta segunda-feira, o prefeito Cláudio acompanhou o serviço realizado na ponte da Rua Monte Alegre, sobre o córrego Santa Rosa, que liga o centro da cidade ao bairro Recanto dos Lagos.

“Atendendo a pedidos de pedestres, colocamos sobre a ponte uma passarela antiderrapante. A estrutura metálica de três metros de comprimento e um metro e vinte de largura torna a travessia mais segura e rápida”, explica o prefeito que foi acompanhado até o local pelo secretário de Governo, Tércio José Araujo, e pelo gerente da Copasa, João Batista.

 

  

Assessoria de Comunicação

Elizandra Manfrim Magossi

Tel: (34) 3411 9512

e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.