Copasa deverá investir R$ 9 milhões em Iturama

Projetos foram apresentados na manhã de ontem

em audiência pública sobre a prestação de serviços

 DSC02360

Com as metas de possibilitar a comunicação direta entre o Município, a Copasa e os cidadãos, a efetiva participação da comunidade na discussão sobre o contrato de prestação de serviços públicos de abastecimento de água e esgoto sanitário e permitir maior conhecimento ao município sobre os desejos dos usuários foi realizada na manhã de ontem, na Câmara Municipal de Iturama, a Audiência Pública sobre o Contrato de Programa para Prestação de Serviços Públicos de Abastecimento de Água e de Esgotamento Sanitário no Município.

 

As explanações foram iniciadas pelo secretário municipal de Governo, Tércio José Araújo, que representou o prefeito Cláudio Tomaz de Freitas (PSC), que explicitou os itens considerados no processo de seleção da prestadora de serviços. Entre eles, o esforço realizado pelo Estado de Minas Gerais, que detém 53% das ações da Copasa, em melhorar a infra-estrutura de saúde, assumindo papel decisivo na retomada do desenvolvimento econômico e social dos mineiros.

"Consideramos ainda o trabalho da empresa com o planejamento estratégico, combate às perdas de água, inovação tecnológica e o atendimento priorizado dado aos clientes", diz Tércio lembrando ainda que em todo o Estado a empresa mantém 29 laboratórios que realizam, todos os meses, mais de 80 mil análises. "Isso permite um eficiente controle da qualidade da água que é distribuída à população."

O laboratório em cada ETA (Estação de Tratamento de Água) permite os primeiros testes de controle de qualidade antes do abastecimento. "Temos de citar também o sistema de esgoto hoje utilizado, que é do tipo separador absoluto. Esta medida possibilita que as águas pluviais sejam coletadas e transportadas em um processo de drenagem totalmente independente."

 

Social

O secretário lembrou ainda da atuação social da empresa, com um missão provedora de soluções em saneamento mediante à cooperação técnica e a prestação de serviços públicos de água, esgotos, resíduos sólidos e drenagem urbana. "Estas são iniciativas que contribuem para a melhoria da qualidade de vida, das condições ambientais e do desenvolvimento econômico e social."

Na oportunidade, lembrou que toda a estrutura de abastecimento de água e de tratamento de esgoto em Iturama é de propriedade da Copasa, que há mais de 30 anos é responsável pelos serviços no município. "Temos de considerar ainda que os valores das tarifas cobrados são regulados por órgãos do Governo Estadual, compostos por vários representantes da sociedade mineira."

 

Investimentos

O gerente distrital da Copasa, Francisco Faieta, após apontar toda a estrutura disponibilizada pela empresa, hoje entre as melhores em todo o Brasil, fez explanações sobre os investimentos previstos em Iturama. "Nossa previsão é de investir cerca de R$ 9 milhões para atender às necessidades dos ituramenses nos próximos 30 anos. Serão cerca de R$ 2 milhões para melhorar o sistema de captação, implantar um novo escritório, setorizar toda a rede para reduzir ainda mais as perdas, ampliar a capacidade da ETA, entre outras medidas no que se refere ao abastecimento. Já no que diz respeito ao esgoto, serão R$ 7 milhões para implantação de filtros para a redução de odores, recuperação dos taludes, adequação da estação de tratamento de esgoto, entre outras questões."

Citou ainda uma série de pesquisas entre os consumidores que apontou nota média de 9.26 dos entrevistados referente aos serviços prestados em cidades onde houve a renovação dos contratos de concessão. "Hoje atingimos 100% em qualidade por atendermos a todas as exigências no que se refere à potabilidade. O percentual de perdas é equivalente a 18,8%, enquanto a média nacional é de 50%. Em Iturama atendemos 34.306 habitantes - 97,99% da população com serviço de esgoto e 97,77% com abastecimento de água. Nossos reservatórios aqui têm a capacidade para 4,2 milhões de litros e o risco de faltar água hoje não é um problema no município."

A audiência pública foi acompanhada pelo presidente do Comitê da Bacia Hidrográfica dos Afluentes Mineiros do Baixo Rio Grande - GD-8, Joaquim Leonel da Silva, representantes da Copasa, pelo consultor jurídico da Prefeitura de Iturama, Geosani Freitas, pelo secretário de Agricultura, Eusébio de Queiroz José Pádua de Queiroz, funcionários municipais e teve como representante do Poder Legislativo a vereadora Cidinha Longo, que atuou como ouvidora.

 

Assessoria de Comunicação

Elizandra Manfrim Magossi

Tel: 34 3411 9512

e-mail: Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Visite o site www.iturama.mg.gov.br